Blog

A enfermagem no cuidado integral à saúde

A Enfermagem, é uma profissão que possui um corpo de conhecimentos próprios, voltados para o atendimento do ser humano nas áreas de promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde, composta pelo enfermeiro, técnico e auxiliar de enfermagem. Um cuidado integral à saúde da população.
Publicado em:
Em: Saúde
A enfermagem no cuidado integral à saúde

Índice

A enfermagem no cuidado integral à saúde  pressupõe uma ação conjunta ampla e coletiva, em parceria com outras categorias profissionais representadas por áreas como Medicina, Serviço Social, Fisioterapia, Odontologia, Farmácia, Nutrição, etc.  Essas diferentes categorias, apesar do saber específico de cada uma, mantém uma relação de interdependência e complementaridade.

Nos últimos anos, a aposta na qualidade de vida tem influenciado, por um lado, o comportamento das pessoas, levando a um maior envolvimento e responsabilidade em suas decisões ou escolhas; e por outro, gerado reflexões em esferas organizadas da sociedade – como no setor saúde, a promoção da saúde tem direcionado mudanças no modelo assistencial vigente no país.

No campo do trabalho, isso fica evidente através das constantes buscas de iniciativas públicas e privadas no sentido de melhor atender às expectativas da população, criando ou transformando os serviços existentes.

Na enfermagem, novas frentes de atuação são criadas à medida que essas transformações vão ocorrendo, como sua inserção no Programa Saúde da Família (PSF), do Ministério da Saúde; em programas e serviços de atendimento domiciliar, em processo de expansão cada vez maior; e em programas de atenção a idosos e outros

grupos específicos. A enfermagem no cuidado integral à saúde está cada vez mais inserida nos processos de atenção, decisões e nas estratégias de saúde no Brasil. 

Segundo dados mais recentes do Conselho Federal de Enfermagem – COFEN hoje no Brasil existem  mais de dois milhões de profissionais entre auxiliares, técnicos e enfermeiros em atuação.

A enfermagem no cuidado integral à saúde na AsQ

A AsQ, possuí em seu quadro profissionais de enfermagem que atuam em várias frentes, buscando sempre a excelência e resolutividade de casos. Uma dessas áreas é a Gestão do Paciente Internado, onde o papel da enfermagem é fundamental.

Muitas pessoas ainda têm dificuldade de compreender tanto o papel da gestão do paciente internado como também as competências da enfermagem nesse serviço. Patrícia Araújo, responsável pela Gestão do Paciente Internado na AsQ, explica como o GPI promove um acompanhamento da qualidade da assistência prestada ao paciente durante seu período de internação e representa um ganho expressivo na segurança do paciente.

Por meio da Gestão do paciente internado é possível acompanhar as internações hospitalares, identificar riscos relacionados à assistência e evitá-los com ações efetivas e imediatas através do contato diário e constante com as equipes médicas assistentes e com os enfermeiros responsáveis pelas unidades.

O enfermeiro Auditor exerce papel fundamental neste processo e executa o acompanhamento de todos os cuidados prestados, medicações e procedimentos realizados nos pacientes, bem como acompanhar a evolução do quadro clínico frente à assistência prestada. É possível identificar através deste acompanhamento possibilidades de abreviar o tempo de internações e reduzir os riscos relacionados ao ambiente hospitalar.

As ações adotadas e incorporadas pelos enfermeiros auditores na Gestão do Paciente Internado fortalecem a cultura de práticas seguras em saúde, promovem redução no tempo das internações e trazem expressiva redução de desperdícios. Além disso, o enfermeiro auditor em sua prática neste processo, realiza o acolhimento dos pacientes e familiares, que se sentem seguros e confortáveis ao saber que seu plano de saúde se preocupa também com seu bem estar.

A enfermagem no cuidado integral à saúde através do telemonitoramento da AsQ

A enfermagem no cuidado integral à saúde, compreende também as novas tecnologias adotadas para  acompanhar os pacientes. É o caso do Telemonitoramento, um serviço oferecido pela AsQ, que traz um grande apoio para as unidades físicas de atendimento.

Jamila Fernandes, Enfermeira coordenadora da Aps AsQ em Uberlândia e Especialista em Saúde Coletiva com ênfase em Saúde da Família, explica que o telemonitoramento faz parte da coordenação do cuidado, e é desenvolvido  tanto por técnicos de enfermagem como dos enfermeiros. Os pontos focais deste serviço são, a busca ativa dos pacientes pós alta, de pacientes internados e de pronto socorro, além de rastreamento de questões de saúde específicas, captação de novos beneficiários.

Esse é um canal muito importante de aproximação, onde conseguimos avaliar as principais queixas e necessidades do paciente. A enfermagem é esse primeiro contato.

Segundo Jamila, através do telemonitoramento, é possível fazer um encaminhamento mais direcionado para agendamento de consultas ou terapias dentro da unidade , que ainda conta com os serviços de psicologia, fisioterapia e nutrição. Além de esclarecer para o paciente o modelo de saúde que a unidade se destina e a prestação do serviço pela rede diferenciada.

A enfermagem no cuidado integral à saúde na Atenção Primária.

A Atenção Primária à Saúde possui vários atributos para que seu serviço seja de cuidado e excelência. E as práticas de enfermagem dentro da equipe de APS são essenciais para que esses atributos sejam cumpridos e não aconteçam brechas.

Brunna Costa e Silva, Enfermeira na Clínica de APS AsQ de Goiânia, Educadora em Saúde e Mestranda em Saúde Coletiva, destaca que o enfermeiro é responsável dentro da APS pelo planejamento estratégico da situação de saúde do paciente e do contexto que ele está inserido, capacitar equipe de enfermagem periodicamente para oferecer melhor assistência, coordenar, executar e avaliar a unidade.

Oferecendo o melhor cuidado para intervenção breve e/ou continuidade da assistência prestada a algum paciente. Além de ser responsável pela gestão de pessoas e de materiais e por fim, importante elo entre o paciente e a unidade.

A enfermagem no enfrentamento à Covid-19

Desde o início da pandemia, diversos profissionais da saúde se mobilizaram em todo o mundo, trabalhando no limite da exaustão física e emocional para salvar o maior número de vidas possível. Em meio a uma crise sanitária sem precedentes, umas das áreas que mais ganharam relevância e protagonismo foi a Enfermagem.

Um artigo publicado no site do Conselho Federal de Enfermagem, que além do lado científico, a enfermagem obtém outro papel singular no cuidado dos pacientes: a humanização. Dentro do corpo hospitalar, os enfermeiros passam a ser a ponte mais próxima para a recuperação do paciente, avaliando e mediando os serviços de assistência.

E durante o período mais crítico da pandemia a enfermagem facilitou a mediação entre as famílias e os pacientes que precisaram de uma atenção especializada e, como consequência, necessitaram ficar em isolamento durante o período de adoecimento.

Com o processo de imunização em massa da população visto nos últimos meses, a Enfermagem também esteve à frente da aplicação de imunizantes e na busca ativa e conscientização de não-vacinados.

Fontes: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/profae/pae_cad3.pdf

Home

Compartilhe esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no skype
Compartilhar no reddit
Compartilhar no pinterest

Assine nossa

Newsletter!

Veja os

Destaques

A enfermagem no cuidado integral à saúde
A enfermagem no cuidado integral à saúde
Cláudia Conserva, Diretora de Gente e Gestão da AsQ
Valorização do Colaborador e as ações da AsQ em Gestão de Pessoas.
AsQ Talks 01- A fórmula do sucesso do Grupo Boticário na gestão de saúde do colaborador
Grupo Boticário na gestão de saúde do colaborador - AsQ Talks 01

Siga-nos nas

Redes!