Blog

APS Virtual: Cuidados primários sem sair de casa

Publicado em:

A nova solução da AsQ, a APS Virtual, foi destaque no especial de 35 anos, do Diário Catarinense, veículo de imprensa da NSC. Foi publicada uma notícia que explica como os avanços da telemedicina permitiram que o atendimento primário virtual libere o paciente da necessidade de se deslocar. Assim, são evitadas possíveis contaminações.

A reportagem contextualiza que os cuidados primários são a entrada preferencial das pessoas nos sistemas de saúde. Os serviços auxiliam as pessoas a permanecerem saudáveis, privilegia o diagnóstico precoce e minimiza o agravamento de doenças. Por oferecer um atendimento preventivo e contínuo de forma integrada, ajuda a reduzir as complicações na vida do paciente. 

APS na Saúde Suplementar

O texto traz informações da Organização Pan-Americana da Saúde, vinculada à Organização Mundial de Saúde. Segundo os dados, a Atenção Primária à Saúde (APS), pode atender de 80 a 90% das necessidades de saúde de uma pessoa ao longo da vida, pois oferece atendimento abrangente, acessível e baseado na comunidade. 

Apresenta como benefícios da APS a redução de custos e de desperdícios para toda a cadeia de saúde. Tanto que a Agência Nacional de Saúde Suplementar lançou um projeto para fomentar a atenção primária para que as operadoras de planos de saúde possam melhorar a qualidade do cuidado aos pacientes com esta modalidade de cuidado. 

Aceleração digital sem perder de vista a qualidade do cuidado

Aceleração digital é um dos temas abordados na notícia. Isso porque a pandemia e a preocupação com distanciamento social mudou o comportamento das pessoas, que passaram a evitar as consultas e atendimentos de rotina presenciais. Por isso, a solução de APS Virtual desenvolvida pela AsQ se tornou essencial. 

Para além de reduzir os riscos de contaminação, o Diário Catarinense explica que a ferramenta também realiza a coordenação de cuidado e agrega os demais atributos da APS. Tem destaque a atuação do médico de família, profissional que conhece bem cada um de seus pacientes e garante um cuidado diferenciado. Conforme os riscos são mapeados, metas são pactuadas e uma equipe multidisciplinar apresenta os próximos passos. Quando necessário os beneficiários também podem ser encaminhados para a rede parceira de especialistas.

Sobre nós 

Hoje, a AsQ monitora 33 mil pessoas com doenças crônicas e são mais de 2.900 pacientes cuidados em hospitais mensalmente, por meio da Gestão dos Pacientes Internados. Isso facilita a otimização de recursos das operadoras de saúde, pois mais de 80% dos casos são resolvidos nas Clínicas de APS, com a equipe de saúde da família. Assim, menos de 20% dos casos precisam de agendamentos nos serviços especializados de outros níveis do sistema de saúde.

Compartilhe esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no skype
Compartilhar no reddit
Compartilhar no pinterest

Assine nossa

Newsletter!

Veja os

Destaques

Síndrome de Burnout
Burnout - Organização Mundial da Saúde muda a classificação da síndrome em 2022
Cuidados com a pele no verão
Cuidados com a pele devem ser redobrados no verão.
O médico de família também tem um dia em sua homenagem

Siga-nos nas

Redes!

Fale conosco!

Quer saber mais sobre as nossas soluções de acordo com a sua necessidade?