Qualidade das entregas começa com a saúde dos colaboradores

Publicado em:
Investir em saúde para melhorar as entregas

Índice

Em um cenário competitivo, as empresas buscam excelência em tudo o que fazem. Para além de gestão estratégica, planejamento, metas e logística, existe algo que exerce uma gigantesca influência na qualidade das entregas e que nem sempre é lembrado: a saúde dos colaboradores.

Existem muitos benefícios em cuidar da saúde da equipe. Alguns deles são a prevenção de doenças, menos afastamentos de funcionários, redução do risco de multas e processos trabalhistas. Mas é preciso lembrar também que profissionais saudáveis têm mais disposição para realizarem suas tarefas. Isso se traduz em atendimentos, serviços e/ou produtos com mais qualidade.

Cuidar da saúde é dar as melhores condições para que as pessoas possam se desenvolver e trabalhar de forma adequada. Isso passa pela infraestrutura, com investimento em ergonomia e ferramentas de trabalho adequadas, oferecendo um ambiente confortável e seguro, mas também com a oferta de acesso a serviços de saúde.

Cuidado à saúde do colaborador: uma contribuição para a sociedade

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) cerca de 45% da população mundial compõe a força de trabalho. É importante pensar na saúde neste contexto não só pela quantidade expressiva de pessoas que nele se encontram, mas também pela sua relevância. É o trabalho desta parcela da população que sustenta a base econômica e material da nossa sociedade, assim como a subsistência das empresas.

Ainda de acordo com a OMS, os desafios para a saúde do trabalho atualmente estão ligados às novas tecnologias de informação e automação, novas substâncias químicas, riscos de saúde associados a novas biotecnologias, envelhecimento da população trabalhadora e especificidades de grupos vulneráveis, como pessoas com doenças crônicas.

Cuidar da saúde do trabalhador e garantir um ambiente de trabalho saudável são bem individuais e comunitários. Dar acesso a benefícios de saúde é uma estratégia que contribui positivamente para a produtividade, para a qualidade dos produtos, motivação e satisfação no trabalho. Assim, a empresa presta uma contribuição para a melhoria geral na qualidade de vida dos indivíduos e da sociedade como um todo.

Com os clientes cada vez mais conscientes em relação ao seu consumo, cuidar da saúde dos colaboradores é uma questão prática e ética.

Adoecimento e o trabalho

Você sabia que 70% da população brasileira já apresentou algum sintoma relacionado ao estresse? O que é ainda mais preocupante é que 69% afirmam que o trabalho foi o principal causador, de acordo com a Associação Internacional de Gerenciamento de Estresse (Isma Brasil). O reflexo desse número é uma queda na produtividade e na qualidade do trabalho, com alto índice de afastamentos e a rotatividade batendo recordes.

As pessoas passam boa parte de suas vidas no trabalho e dedicam boa parte de suas horas aos objetivos das empresas. Então, essas passam a ser corresponsáveis pela saúde física e mental de seus colaboradores. Especialmente porque priorizar a saúde impacta diretamente no engajamento dos colaboradores, na construção de um ambiente mais produtivo e na qualidade que as equipes entregam aos clientes.

Saúde, retenção de talentos e manutenção da qualidade

A colaboração de bons profissionais é essencial para manter a qualidade de um serviço ou produto. Com a alta rotatividade há prejuízo para o clima laboral, é gasto mais tempo e recursos com recrutamento, seleção e treinamento de pessoas. Além disso, o restante da equipe pode se sentir desmotivada, há comprometimento da empresa como um bom lugar para trabalhar, entre outros fatores que podem fazer com que a qualidade das entregas diminuam.

Questões relacionadas à saúde dos colaboradores (como estresse e sobrecarga de trabalho) e também à cultura da empresa (como desconfiança em relação às lideranças) estão entre os fatores que influenciam alta rotatividade. A retenção de talentos busca mitigar estes problemas, com ações de valorização e que demonstrem na prática as vantagens de trabalhar naquele local.

Dentre as atitudes que podem ser adotadas para a retenção de talentos e para manter a qualidade das entregas está o cuidado à saúde do colaborador. Benefícios relacionados à saúde contribuem diretamente para qualidade de vida, além de fazerem com que as pessoas sintam que têm o suporte adequado e que colaboram para uma empresa que se preocupa com o seu desenvolvimento.

É um diferencial competitivo oferecer um plano de saúde entre os benefícios da empresa. Mas não só. Também é válido investir em outras estratégias individuais e coletivas de promoção do bem-estar, como grupos para prática de atividade física.

Saúde vai muito além da ausência de doenças

A AsQ apoia empresas na transformação das organizações. Cuidamos da saúde dos seus colaboradores de forma integral e personalizada, porque somos incansáveis por uma saúde melhor.

Temos soluções que levam em consideração seis eixos de qualidade de vida no trabalho: a saúde física, intelectual, profissional, emocional, espiritual e social. Trabalhamos para diminuir custos com saúde nas empresas, melhorar a saúde de seus colaboradores, diminuir o absenteísmo e cocriar as soluções que a sua empresa precisa para manter o bem-estar das pessoas e continuar entregando o melhor para os clientes.

Entre Em Contato Com A Asq Para Mais Saúde Na Empresa

Compartilhe esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no skype
Compartilhar no reddit
Compartilhar no pinterest

Assine nossa

Newsletter!

Veja os

Destaques

A enfermagem no cuidado integral à saúde
A enfermagem no cuidado integral à saúde
Cláudia Conserva, Diretora de Gente e Gestão da AsQ
Valorização do Colaborador e as ações da AsQ em Gestão de Pessoas.
AsQ Talks 01- A fórmula do sucesso do Grupo Boticário na gestão de saúde do colaborador
Grupo Boticário na gestão de saúde do colaborador - AsQ Talks 01

Siga-nos nas

Redes!